Argentinossauro

Argentinossauro
Nome Argentinosaurus
Peso 70 toneladas
Altura 20 metros
Dieta Herbívoro
Período Cretácico
Encontrado em Argentina

Argentinossauro é a denominação concedida para uma espécie de dinossauro saurópode titanossauro. Há mais de 95 milhões de anos este animal fazia parte da fauna do período Cretáceo, no Cenomaniano, da atual América do Sul.

Estimado até o momento como o maior animal terrestre conhecido, faz parte da família Andesauridae, da qual também fazem parte Andesaurus e Epachthosaurus.

Os fósseis do Argentinossauro foram descobertos em 1989, na Formação Rio Limay, pertencente ao subgrupo Rio Limay, em Neuquén, Argentina. O que significa o nome argentinossauro? O nome deste gênero foi concebido devido ao país onde foi encontrado, isto é, Argentina, e tem o sufixo saurus, que vem do grego e significa lagarto.

Características do Argentinossauro

O argentinossauro pode atingir mais de 30 m. longo, 21 m. de altura, e pesar de 60 e 129 toneladas. Entre os fósseis encontrados havia uma vértebra de 1,3 m. de comprimento, bem como uma tíbia de cerca de 1,6 m.

Dinossauro Argentinossauro

Este animal precisava ter asas extensas nas vértebras para inserir os músculos maciços. Em tanto, as vértebras eram articuladas entre si por estruturas de encastre, algo necessário para poder suportar tanto peso. A locomoção do argentinossauro era quadrúpede.

A partir de comparações com outras espécies, sabia-se que os parentes do argentinossauro tinham ossos nas costas, como uma armadura, por isso supõe-se que ele também os tivesse. No entanto, vale a pena notar que pouco se sabe sobre esse gênero.

O tamanho total e exato do animal é algo impossível de determinar, devido à falta de material e à falta de conservação dos materiais encontrados, de modo que uma grande parte das medidas e números que damos sobre seu tamanho e dimensões, acabam sendo apenas hipóteses que podem se aproximar da realidade, ou talvez não.

Alimentação do Argentinossauro

O argentinosaurus era um dinossauro herbívoro, por isso se alimentava de folhas. Devido ao seu tamanho grande, é normal levar a folhagem das árvores, mesmo as mais altas.

Devemos também ter em mente que as plantas em que mais se alimentavam eram as famosas palmeiras, que sobreviveram até hoje.